Av. Dr. Luís Tarquínio, 1235 - Bahia - BA 71 3173-7111 71 98131-9924

Como funciona o autoadesivo?

Gostou? compartilhe!

Como funciona o autoadesivo?

24/08/2021, Por Elton Carvalho

 

O Auto-Adesivo é um composto que contém uma película de pegajosidade permanente* que se adere imediatamente às superfícies mais diversas ao ser pressionado ou massageado sobre estas.         

    (inglês: Pressure Sensitive Adhesive”).

O “sanduíche” autoadesivo tem 3 camadas, no qual falaremos

 

  1. Frontal:  Filme, Papel ou Tecidos

É a superfície onde se realiza a impressão, sendo a camada mais visível, também pode ser chamada de mídia.

conteúdo impresso pode ser classificado:

  • Informativo Ex Cuidado 220w, como usa este equipamento,
  • Controle: Ex código de um produto,  fracionamento de alimentos
  • Propaganda: Ex Rotulo, uma etiqueta de presente

 

A matéria prima pode ser de diversos materiais como:

  • Branco Fosco: Papéis não tratados. Normalmente utilizado para etiquetas de identificação, mala direta, promocional,  marcação de preço, impressão matricial.
  • Papel couche para confecção de rótulos e etiquetas onde se necessita uma qualidade final de impressão de alta performance em flexo
  • Térmico Direto: Possui um tratamento, no qual não precisa de tinta para impressão, é usado o calor da cabeça de impressaão das impressoras termicas. Utilizado para etiquetas de identificação/ codificação de curta duração.Obs: Pode receber pré-impressão em flexo, porém deve-se procurar por tintas adequadas.
  • Termo-Transferência: Especialmente desenvolvido para receber impressão com ribbon - Etiquetas de identificação/codificação de longa durabilidade e resistência a atrito, baixas/altas temperaturas. Transtermico.
  • Security : Especialmente desenvolvido para área de segurança com papel moeda e fragilizado indicado para selo de segurança e lacre
  • Texturizado : Utilizado para etiquetas de decoração de produtos principalmente de bebidas e etiquetas de presente .Todos os produtos apresentam bom comportamento em ambientes úmidos e em baixas temperaturas
  • Papel Cartão: Não é usado com adesivo e podem ser impressos dos dois lados (L2). Muito utilizados em etiquetas tags. Podem ser nas seguintes gramaturas 90g, 120g, 150g, 170g,  e 230g

Também tem os diversos tipos de filmes , sendo que  tem um excelente desempenho  com a umidade,  baixa e alta temperatura 

  • Polipropileno: (BOPP) filme rígido, o mais usado com excelente desempenho em embalagens rígidas ultra-transparentes (vidro, PET, PVC). Aspecto ‘no label look’ em embalagens transparentes e coloridas brilhantes.

 Poderm ser: Transpatente, Perolado, Metalizado e Branco Fosco (execelente para termo-transferência)

  •  Polipropileno: (BOPP Térmico): filme rígido, só tem por enquanto branco fosco e possui um tratamento, no qual não precisa de tinta para impressão, é usado o calor da cabeça de impressaão das impressoras termicas.
  • Polietileno: (PE) Filme flexível com excelente performance em rotulagem automática de embalagens flexíveis. Aspecto ‘no label look’ em embalagens rígidas e coloridas brilhantes.

Podem ser: Transpatente, Perolado

  • Poliéster: (PET) Filme rígido com alta resistência a alta temperatura, resistência química e a intempéries. Utilizado para painéis de máquinas, motores, eletro-eletrônicos, alta durabilidade.

Pode ser : transpatente, Perolado e Metalizado

  • Poliestireno: Filme rígido, com excelente desempenho de impressão flexografica e em termo-transferencia sempre sem adesivo.

Outra opção são os tecidos

  • Nylon resinado. Tecido preparado para impressão em flexográfia e termo-transferência. Usado para ser custurado em confecção.
  • Tyvek Um não tecido versátil feito de 100% polietileno de alta densidade, que forma um tecido. Usado para ser custurado em confecção.

 

  1. Adesivo

É a parte mais tecnologica do autoadesivo, pois cada fabricante tem os seus seguredos industriais.  Exitem varios tipos de formulaçoes conforme a necessidade, é comum falar que este adesivo é bom ou ruim e na realidade isto não exite, o que há é o adesivo correto para a sua necessidade. Por exemplo, pelo senso comum se diz que um adesivo é bom quando adere muito bem a uma superfice, agora imagina um adesivo de pneu um dos mais fortes, porem se  colado em uma panela creios que não vais dá certo, ja que a dona de casa quer que ao adiquir o produto ele se destaque facilmente e não deixe nenhum residuo de cola na panela, concusão este não adesivo é o mais indicado para esta aplicação, o melhor seria  usar um adesivo removivel.

 

Temos três tipos classificações para os adesivos:

  • Permanente – quando queremos que ao ser colado não solte mais da superfície.
  • Removível – Quando queremos que seja retirado da superfície com facilidade. 
  • Reposicionável – Este é uma evolução do removível , pois permite que a mesma etiqueta possa ser colado e retirado da superfície, mais de 100 vezes.

 

Atualmente é usado principalmente duas famílias de autoadesivo na produção de autoadesivo;

  • Adesivo Acrílico -  é composto basicamente de 40% de água e 60% de polímeros. Pode trabalhar em ambientes com altas e baixas temperaturas que ele não terá problemas de utilização. É transparente e não perde as suas propriedades sobre a influência dos raios Ultra violeta. Esses raios degradam as  moléculas de outros tipos de adesivos fazendo com que tenha perda considerável de suas propriedades  Melhora a sua performance em relação ao tempo.

 

  • Adesivo Hot Melt – Também chamado de borracha é produzido por um adesivo sólido que é aquecido, tornando-se líquido, então é aplicado sobre o frontal e depois é resfriado. Tem um tack inicial agressivo. Por estes motivos hoje é o adesivo recomendado para etiquetas usadas em caixas de papelão,  em  plásticos que possam ter desmoldaste  ou que  tenha necessidade de uma adesividade inicial alta.

 

Gramatura do adesivo:

A gramatura é o peso na unidade grama (g) de adesivo aplicado em  um metro  quadrado (m2) de papel ou filme. Os adesivos padroões normalmente se usa 19g de adesivo por metro quadrado, porem se você necessitar uma um adesivo mais para compensar as irreguralidades da superficie aonde deverá se ancorar a a etiqueta, exitem formulções com disponiveis pelos fabricantes com  25g, 30g, 35g, 50g e ate 80g, conforme a sua necessiade. Todas estas formulações têm a posibildade de variação de 5% para mais ou para menos, por isto é importante testar uma antes de usar.

Propiedades do autoadesivo:

  • Pega Inicial ou Tack:  Força necessária para soltura de um rótulo após a contato inicial e imediato com o substrato.
  •  Adesividade final:  Força necessária para remover o rótulo após 24 h da aplicação.
  •  Release:  Força de soltura frontal/rótulo. Diretamente relacionado com a ou dispensamento.
  • Resistência a Tração do Liner :- Força de resistência do liner quando submetido a tração.

Para definir o adesivo ideal devesse analisar as seguintes informações.

  • Temperatura de aplicação
  • Temperatura de serviço ( na qual o adesivo ficar apos a aplicação)
  • Adesão inicial
  • Adesão final (após 24h)
  • Aderência em diferentes substratos (plásticos, superfícies texturizadas, corrugados,transparentes etc..)
  • Aderência em diferentes formas de substrato (plano, cilíndrico, cônico,  coversão/convexo, etc).
  • Resistência a UV, intempéries, resistência a processos de pasteurização, processos de autoclavagem,  etc….
  • Aprovação para contato direto/indireto com alimentos, pele, bolsas de sangue, por Órgãos internacionais FDA, BGA, Cruz Vermelha, etc…
  • Características de corte da etiqueta

 

 

Como aplicar adesivos?

  • Preparação da Superfície - é importante observar sua limpeza e temperatura, pois o autoadesivos aderem perfeitamente apenas sobre superfícies absolutamente limpas e quanto a temperatura é indicado aplicar em uma temperatura que varia de XXC a XXC . Se estes requisitos não forem cumpridos, os adesivos descolam nas bordas e podem acabar se soltando por completo com o tempo. Em caso de dúvidas, informe ao fabricante de etiquetas as suas necessidades, pois existem vários  adesivos especiais, ele pode identificar o adesivo correto para sua necessidade, visto que há uma variedade de formulações especiais para necessidades a disposição, porem nunca deixe de  fazer o testes antes de escolher a formulação ideal para sua necessidade.  

 

  • Descole o adesivo do liner;
  • Aplique o adesivo.
  • Pressiona passando a mão ou o aplicador, esta é um pontos mais importantes ao se colar uma etiqueta, visto que se não for executa, o processo de ancoragem  não ocorre por completo, aumentando a probabilidade do descolamento da etiqueta.


Cuidados importantes ao aplicar a etiqueta adesiva :

 

  • Superfície contaminada de pó, o  auto adesivo acaba se desprendendo, pois está sendo aplicado no pó e não na superfície.
  • Superfície congeladas, o  auto adesivo acaba se desprendendo, pois está sendo aplicado no gelo e não no substrato, com isto quando descongelar a tendência da etiqueta é de cair. A solução para este caso é etiqueta as embalagens com antecedência em um local a um temperatura ambiente ou recorrer a um adesivo especial que tenha uma temperatura mais baixa de aplicação, sempre fazendo o teste antes.
  • Superfície contaminada  de gordura e óleo são especialmente inconvenientes, somente com o uso de solventes consegue-se uma limpeza adequada.
  • Suor das mãos, sempre tem alguma quantidade de gordura. Quando aplicado manualmente, a umidade ocasionada pela transpiração pode afetar, a curto prazo, sua perfeita colagem. Nessa situação, é recomendável para a aplicação o uso de luvas de borracha ou tecido fino.

 

Superfícies Problemáticas

  • Pintura de Veículos: O Adesivo não adere devido à presença de polidores ou protetores de pintura (siliconados e oleosos). Pode ser, ainda, que a pintura possua efeito "martelado", liberando silicone contido no dispersante da tinta para superfície. A solução é a limpeza com solventes para silicone e óleos.
  • Peças Plásticas Injetadas O Adesivo não adere devido aos resíduos de agentes químicos utilizados durante a fabricação, que facilitam a desmoldagem. Para resolver o problema, basta fazer a limpeza com solventes para silicone e óleos.
  • Polietieno e Polipropileno: O adesivo não adere devido à características físico-químicas do material. Neste caso, para qualquer inscrição, impressão ou colagem, a aderência é menor do que materiais como vidro, metal, etc. Se adesivos normais não forem satisfatórios, deve-se recorrer ao uso de adesivos especiais.
  • Determinados Tecidos:  O adesivo não adere devido à presença de substâncias repelentes utilizadas no acabamento do tecido. Esta é uma situação em que não há o que fazer. Então, é recomendado o uso de adesivos ou etiquetas com costura.
  • Ampolas ou Frascos Pequenos de Vidro:  O adesivo não adere à superfícies de vidro com tratamento especial, como o acabamento final à frio, que aumenta a capacidade de deslizamento nos setores de afunilamento de máquinas de envasamento automático. Se adesivos normais não forem satisfatórios, deve-se recorrer ao uso de adesivos especiais.

 

Etiqueta TAG

                                São as etiquetas produzidas que utilizam papeis e filmes sem adesivos tais como PAPEL CARTÂO  170g, Nylon e Tyvek. Este tipo de etiquetas são ser utilizada em confecção, gôndola de supermercado, ingressos, fichas de evento e etc, nelas normalmente, sempre tem um chanfro, um furo central ou uma tarja preta para que a impressoras de termo transferência possam fazer a leitura do fim da etiqueta.

               

Formulação de adesivo.

 

Os fabricantes adesivos criam diversas formulações para atender as diversas necessidades de aderência das etiquetas em determinada situação especificas com gramatura e aditivos diferentes  para cada necessidade (Ex: Baixa temperatura, caixa de papelão, corrosivos, alta temperatura, saco de rafia). Com isto cada formulação de dos fabricantes tem uma nomenclatura que é concorrente entre se, porem similares, apesar disto o adesivo em 90% das situações terão um funcionamento  muito parecido, porem em alguns casos mais críticos podem ter resultados diferentes  devido a peculiaridade de seu caso. Por isto, é  muito importante descrever como será o uso de sua etiqueta com o maximo de detalhes possíveis  para o vendedor, para que ele possa identificar o adesivo e o frontal correto e com o melhor desempenho, para a sua necessidade, após a escolha deverá ser realizado teste para comprovação, para se ter certeza dos resultados pretendido.

 

  1. Protetor ou Liner: 

Os lines ou protetor  é o mateial de papel ou filme que após receber uma camada de silicone (produto oleos), possui um importante função na utilização das etiquetas adesivas  assegurando  que elas após serem cortados  e que o adesivo não cole no mesmo  e a etiqueta possa ser  removida com faciliedade  e sem a perda de adesividade.

O liner ideal depende diretamente das necessidades sua utlização. Você pode precisar de uma  alta eficiência e boa resistência a ruptura do liner, ou  a possibilidade de reciclagem seja uma de suas prioridade. Seja qual for sua necessidade, os nossos fornecedores  tem uma variedade de liners para oferecer a combinação ideal para suas necessidade, incluindo liners de papel e filme (plástico)

 

 

 

Couchê: Alta estabilidade dimensional - planicidade. Por ser mais grosso foi desenvolvido para mercado plano (off-set, silk,etc) , formulários contínuos e impressoras lezer ou jato de tinta. Não indicado para rotulagem automática.

Kraft: Possuem revestimento apenas de um lado para atender tanto ao dispensamento automático quanto a aplicações manuais. Esses liners são particularmente úteis quando há a necessidade de boas características de aplicação e outra característica importante é que são apropriados para aplicações onde é necessária uma alta qualidade de impressão no verso

Glassine: Alta resistência a tração e alongamento, que utilizam papéis supercalandrados sem revestimento são o padrão em muitos mercados. Voltado para conversão rotativa e rotulagem automática de alta velocidade. Não indicado para conversão plana.  É o mais utilizado no mercado atualmente.

BOPPFilme transparente de BOPP  Melhor destaque da etiqueta, alta eficiência da máquina e possibilidade de um visual "no-label look" , são mais finos com isto tem como colocar mais etiquetas em um rolo diminuindo as trocas, são  fáceis de reciclar, o que permite que os usuários reduzam a quantidade de resíduos,  além disto tem uma alta resistência à ruptura e à tração.

Processo que transforma o autoadesivo em etiquetas

                Existem vários processos para transforma a autoadesivo em etiquetas (imprimir e cortar) , com o off-set, serigrafia, impressão digital, tipografia, rotogravura, lettrerpress e flexografia, que é disparadamente o mais utilizado, este em especial produzimos um texto especifico no qual iremos detalhar todo o processo de impressão e corte das etiquetas.



Gostou? compartilhe!

Whatsapp Eco System Whatsapp Eco System Fale conosco